Logotipo
  • +55(21) 38049289
  • +55(21) 38049290
  • fcce@cnc.org.br
  • Rio de Janeiro-RJ
  • Brasil
Destaques
Carlos Tavares: EUA quebrado; Roterdã recebe dois grandes; Weintraub ou Decotelli, qual o pior; e a mulher no poder

EUA/BROKEN

“America is too broken to fight the coronavirus”, foi o título do artigo da famosa jornalista Michelle Goldberg, publicado no NY Times, sobre o o tratamento dado ao povo americano pelo seu governo, comparando com outros países como Canadá, Grã-Bretanha e Italia. Afirma a jornalista que este é “o aspecto do excepcionalismo do governo de Donald Trump, não por ter o maior número de mortes pela epidemia, mas por indefinição política republicana dá origem dela”.

ROTERDÃ

Na semana passada o grande porto holandês (maior da Europa) recebeu dois gigantescos porta-conteineres. O primeiro, agora maior do mundo, foi o HMM Algeciras, com 400 metros e capacidade para 23.900 contêineres. O outro, foi o Marsella Maersk, da maior armadora com calado de 17.3m, um pouco menor que o outro.

WEINTRAUB

Em coluna passada, por ofensas à China, havia sugerido a demissão do ministro “sem” Educação, atendendo o pedido do bom embaixador Yang. Por outro motivo Weintraub acabou demitido/promovido ao regiamente pago cargo de diretor do Banco Mundial. Não sei se, nesse caso, caberá o veto da China.

MULHER

A China é o pais em que a mulher tem mais poder, quase semelhante ao do homem. Na semana passada tomando parte do comando do combate à coronavírus, a vice-primeira ministra Sun Chulan esteve visitando a capital para inspeção do tratamento da COVID-19 com testes de ácido nucleico. Ela sublinhou os esforços para tratamento da doença com o transporte de amostras e resultados desses testes com acido e fortalecimento da eficiência da expansão dos testes para o retorno da vida normal o mais cedo possível.

Federação das Camaras de Comércio Exterior 2020